corpo-mente
 


CONCEITO DE VIDA SAUDÁVEL

PARA 50% DOS BRASILEIROS

 

vida-saudavel

 

A divulgação constante de estudos e pesquisas sobre os hábitos de vida saudável dos indivíduos, em qualquer parte do mundo, apresenta dados de como viver com mais saúde optando por uma alimentação balanceada, prática de exercícios ou qualquer outra mudança comportamental.

 

Muitos dos estudos, porém, desconhecem a situação atual dos indivíduos para poderem traçar um perfil mais detalhado na sugestão de mudanças. No caso dos obesos, por exemplo, são claras as dificuldades na alteração de hábitos e comportamentos em um curto espaço de tempo.

Números da recente pesquisa da SBCBM - Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica, que mapeou a obesidade no Brasil, revelam que entre os obesos de diversos graus, o descontentamento é grande. É o caso dos obesos mórbidos em que 83% disseram ter uma vida mais ou menos ou nada saudável, os de obesidade leve com 66%, e os indivíduos com obesidade moderada, com índice de 64% de descontentamento.

Para o presidente da SBCBM, e coordenador da pesquisa, Luiz Vicente Berti, o descontentamento aumenta em proporção ao peso do indivíduo e só a elaboração de programas e campanhas de conscientização podem iniciar o processo para reverter esse quadro atual do país.

"Esse descontentamento em relação à vida saudável tende a agravar o quadro atual. Quanto mais o obeso ganha peso, mais limitado ele fica para fazer atividades simples como se locomover no dia-a-dia. Como conseqüência desse aumento, doenças congênitas, como diabetes e hipertensão, tendem a se agravar complicando mais ainda a situação do indivíduo. Um trabalho de conscientização bem planejado é uma forma eficaz de combate e impedimento da progressão da doença no país", salienta Berti.

No geral, 51% da população do país têm sobre peso. Desse índice, 14% está a ponto de ter problemas relacionados ao excesso de peso. Os principais conceitos de vida saudável levantados pela pesquisa são: Vida sem dor e sem doença (50%); Alimentação rica em frutas, legumes e carne branca (45%); Alimentação sem gordura (28%); Uma vida feliz (26%), entre outras.

 

 

 

 

O QUE SIGNIFICA VIDA SAUDÁVEL:

Itens / Porcentagem

Vida sem dor / sem doença
50 %

Com alimentação rica em frutas, legumes e carnes brancas
45 %

Alimentação sem gorduras
28 %

Uma vida feliz
26 %

Uma vida com atividade física
25 %

Dormir bem (8 horas)
22 %

Vida sem stress
19 %

Fonte: Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica

 

 

O QUE É SER SAUDÁVEL

 

De vez em quando, nos pegamos pensando no lado de lá, sem valorizar ou conseguir enxergar tudo que temos ao nosso lado.

 

Certa vez, um publicitário foi fazer alguns exames no hospital, por causa de algumas dores no joelho, causadas pelo jogo de futebol nos fins de semana.

 

Estava todo deprimido, quando na entrada do hospital encontrou um senhor de 80 anos todo alegre, simpático e sorridente. "Hoje estou muito feliz!", disse o velhinho. "Consegui ir sozinho ao banheiro e agora de tarde, vou andar pelo corredor!". A dor no joelho perdeu toda importância rapidinho.

Como disse a Madre Teresa, "Se você conseguir caminhar rapidamente, não tem nenhum motivo para reclamar da vida". Pena que a gente só valoriza essas coisas quando já não pode mais.

Não seja um desses seres humanos - agradeça desde agora, não só isso, mas outras coisas que você faz e têm.

 

NÚMERO DE IDOSOS SEDENTÁRIOS AINDA É ALTO

 

Apesar  da  expectativa  de  vida cada vez mais crescente do brasileiro, os
cuidados básicos para ter uma vida saudável na chamada terceira idade ainda não  são  uma  prática  comum  entre  os maiores de 65 anos. É o que aponta pesquisa realizada pelo programa Idade Ativa, da SulAmérica Saúde.

 

O estudo feito  pela  seguradora  entre  os  seus  clientes  desta  faixa etária que participam  do  programa  Idade  Ativa  mostra  que  70% deles não praticam qualquer  tipo  de  atividade  de lazer, cerca de 20% possuem alto risco na capacidade funcional (habilidades físicas e mentais necessárias para manter uma vida independente e autônoma) e 12% têm alto risco nutricional.

O  estudo revela ainda que 70% dos idosos não estão com a vacinação em dia, 94%  não faz um acompanhamento odontológico e 90% não tem um acompanhamento oftalmológico.

 

“Já  podemos  identificar  um perfil interessante, o que nos permite  traçar  ações  mais direcionadas as necessidades desta população”, explica  o diretor de Prestadores e Serviços Médicos da SulAmérica, Roberto Galfi, um dos responsáveis pelo programa.

Conceitos  como praticar exercício físico regularmente, ter uma alimentação saudável  e  equilibrada  e  não fumar são alguns dos fatores determinantes para  aumentar  a expectativa de vida que, no Brasil, atingiu a faixa média de  72  anos  e  estima-se  que,  em  2020,  atinja os 76 anos.

 

  1. Porém, esta longevidade  exige  que  a população de uma maneira geral esteja consciente dos cuidados necessários com esta geração dos maiores de 65. “O Idade Ativa busca  exatamente  atuar  na  conscientização  destes cuidados com a saúde, alimentação,  atividade física, prevenção de doenças e acidentes domésticos entre os idosos”, afirma Galfi.

    O  Programa  Idade  Ativa,  é  um  projeto-piloto iniciado na cidade de São
    Paulo,  é  indicado para idosos saudáveis ou portadores de qualquer doença, desde que apresentem condições de executar atividades diárias. Inicialmente é  aplicada  uma  avaliação  para  mapear  riscos  de  saúde  como risco de internação,  capacidade  funcional,  quedas,  sono,  tabagismo,  consumo de álcool,   saúde   bucal,   visão,  audição,  vacinação,  atividade  física, atividades sociais, acompanhamento médico e uso adequado de medicamentos.

    Hoje,  o  programa conta com a participação de mais de 330 segurados, sendo que  deste total, 70% são mulheres. Com este número, já é possível analisar o  perfil do grupo, seus principais riscos a saúde e as doenças que atingem esta população.


    INFORMAÇÕES ADICIONAIS LEVANTADAS PELO PROGRAMA IDADE ATIVA


    PERCEPÇÃO DOS IDOSOS SOBRE ENVELHECIMENTO SAUDÁVEL

    -Sentir-se satisfeito com sua vida                                              
    -Ter contato com amigos e parentes                           
    -Ter envolvimento com o ambiente e as pessoas a sua volta    
    -Ser capaz de decidir a respeito de seus objetivos           
    -Ser capaz de encontrar algo que queira ou precise          
    -Não se sentir sozinho ou isolado                            
    -Ser capaz de cuidar de si até o final da vida               
    -Sentir-se bem consigo mesmo                                
    -Ser capaz de se adaptar às mudanças dos seus últimos anos   
     costumes.                                                    |

 

30 MINUTOS DE ATIVIDADE FÍSICA FUNCIONAM?

VEJA O QUE DIZEM OS EXPERTS


Recentemente, a Associação Americana do Coração e o Colégio Americano de Ciências do Esporte divulgaram os novos parâmetros sobre a atividade física. De acordo com as entidades, um adulto saudável deve acumular pelo menos 30 minutos de atividade aeróbica moderada por dia, entre cinco e sete vezes por semana. No estudo podem ser consideradas as atividades moderadas, tais como as corridas e caminhadas com ritmo.


O que a ciência afirma é que quando o assunto é saúde a assiduidade da prática de exercícios é fundamental e até mais importante que a intensidade. A notícia é boa para quem quer deixar de lado o sedentarismo – que alcança hoje 70% população mundial, de acordo a Organização Mundial de Saúde (OMS), e aumenta os riscos para doenças como obesidade, Diabetes Tipo II e cardiopatias. “Meia hora diária de exercícios acelera o metabolismo, melhora o condicionamento físico, o tônus muscular e oxigena o cérebro”, valida Keli Alencar, professora de educação física.


Para quem ainda não reuniu força de vontade suficiente para colocar o corpo em movimento, o cardiologista Anderson Rodrigues ressalta: “o sedentarismo é o grande vilão da aterosclerose, aumenta em até oito vezes o risco cardiovascular”. De trinta em trinta minutos, é possível ganhar longevidade e qualidade de vida.

 


_________________________


Direitos autorais (Lei federal nº 9.610/98) - Quando da utilização de material  deste site, deve ser feita a seguinte referência: "extraído de
www.idademaior.com.br"