corpo-mente
 


72% DAS CINQUENTONAS ESTÃO AMEAÇADAS

 

Nos últimos dez anos triplicou o número de mulheres, nessa faixa etária, infectadas pelo HIV. Para essa geração, camisinha estava associada à prevenção de gravidez.

 

Dados parciais de pesquisa de comportamento sexual dos brasileiros, realizada pelo Ministério da Saúde, em 2008, indicam que 72% das brasileiras nessa faixa etária não usam camisinha com parceiros casuais.

 

O descaso com a prevenção está relacionado à dificuldade em negociar o uso do preservativo com o parceiro e a falsa percepção de que as mulheres acima dos 50 anos estão imunes ao vírus.

 

A pesquisa de comportamento revelou ainda que mais da metade delas (55,3%) é sexualmente ativa. O problema é na hora de se prevenir. Enquanto o uso regular de camisinha nas relações casuais no grupo de 15 a 49 anos fica em 47,5%; nos mais velhos, esse índice é de apenas 34,8%.

 

O recorte por sexo mostra que o público feminino está em situação mais vulnerável. Só 28% das “cinquentonas” e mais velhas adotam a prevenção. Entre os homens, o número sobe para 36,9%.

 

Culturalmente ainda é suposto que são os homens que definem como deve se dar a relação sexual. É preciso evidenciar os problemas decorrentes deste comportamento. 

 

A desigualdade entre homens e mulheres faz mal à saúde. Por essa razão, o foco principal da campanha de Carnaval, deste ano, está nessas mulheres. O Bloco da Mulher Madura – mote da ação – traz de forma descontraída peças publicitárias que informam sobre a importância da prevenção nessa faixa etária.

 

 

 

_________________________


Direitos autorais (Lei federal nº 9.610/98) - Quando da utilização de material  deste site, deve ser feita a seguinte referência: "extraído de
www.idademaior.com.br"