THEATRO MUNICIPAL REABRE APÓS REFORMA

 

 

Depois de um ano e meio fechado para a mais completa reforma já realizada em seus cem anos de história, o Theatro Municipal do Rio de Janeiro reabre as portas, domingo, dia 2, o Municipal será reaberto ao público.  No dia 27 de maio, será feita a inauguração completa de todas as instalações do Theatro, que é considerado um dos mais bonitos do país.

 

A presidente da Fundação Theatro Municipal do Rio de Janeiro, Carla Carmurati, explica que: “depois de trocarmos todas as instalações elétricas, hidráulicas, sistema de ar condicionado e maquinário, num prédio de 100 anos, é importante que o movimento seja retomado aos poucos e tudo possa ser cuidadosamente posto em funcionamento com delicadeza. São cuidados necessários dada a profundidade da reforma”.

 

Até o dia 27 de maio, a lotação dos espetáculos ficará entre 70 e 80 por cento. Algumas partes do prédio ainda não estarão acessíveis ao público como o Salão Assyrio e o foyer do balcão nobre. Todos esses espaços ficarão bloqueados até o dia 27, quando, após a finalização da iluminação, serão plenamente reabertos.

 

Maior patrocinadora de cultura do Brasil, a Petrobras também é um dos Grandes Patronos do centenário do Theatro Municipal e, para a restauração da casa, investiu R$ 18 milhões.

 

No Rio de Janeiro, a Petrobras já patrocinou a restauração do Museu Nacional da Quinta da Boa Vista, do Arquivo Nacional, da Rádio Nacional, do Mosteiro de São Bento e do Outeiro da Glória. 

 

 

 

 

DESTACAMOS NO CENTRO CULTURAL BANCO DO BRASIL

 

O  CCBB apresenta a exposição Rebecca Horn -Rebelião em Silêncio. A mostra inédita no país reúne cerca de 40 obras da artista  alemã, como  filmes  produzidos  entre as décadas de 1970 e 1990, instalações tridimensionais,  esculturas  e  outras  peças  que dialogam com a luz, o movimento  e  a natureza.

 

A artista é reconhecida  por  expor no MoMa e Guggenheim (New York), Tate  Gallery  (Londres),  Nationalgalerie  (Berlim)  entre  outros.


Outro destaque é Piedade  que chega  ao Rio  de  Janeiro,  no  ano  em  que  o  País  celebra  100  anos  do  autor de Os Sertões. Este espetáculo apresenta  o encontro do escritor  Euclides  da  Cunha,  sua  esposa Anna da Cunha e Dilermando de Assis,  amante  de  Anna. 

 

A peça traz um julgamento póstumo após o crime ocorrido  em 1909, conhecido como A Tragédia da Piedade. Com a direção de Johana  Albuquerque,  no  elenco estão Leopoldo  Pacheco, Jacqueline Obrigon e Daniel Alvim.

 

Centro Cultural Banco do Brasil fica na  Rua Primeiro de Março, 66 - Centro – Rio de Janeiro. Outros espetáculos no  www.bb.com.br/cultura

 

 

A COMÉDIA JOGO DE DAMAS

 

 

 

 

Estrelada pelas atrizes Arllete Montenegro, Beatriz Tragtenberg e Maria Eugênia De Domenico está no Teatro João Caetano, em São Paulo. O enredo da montagem, que tem texto de José Eduardo Vendramini - que também dirige a peça em parceria com Marcelo Braga - conta a história de três senhoras de personalidades distintas que enfrentam os reveses da vida jogando cartas, evoluindo da tristeza das grandes perdas para a celebração da amizade e da alegria de viver.

 

A montagem lança mão do humor para enaltecer a amizade e mostrar o efeito da passagem do tempo sobre a vida das pessoas e suas relações. José Eduardo Vendramini coloca a terceira idade como ponto de partida para discutir questões maiores como amor, amizade, sexo e envelhecimento. Por isso a velhice é retratada de forma suave, brincalhona e descontraída, evitando a depreciação e afirmando a dignidade.

 

Vendramini e Marcelo Braga explicam que o “dinamismo da comédia se complementa nas emendas das cenas, na luz, na trilha sonora de Tunica (formada basicamente por clássicos da música nacional e internacional) e nas mudanças de cenário”. “O cenário e os objetos mudam, assim como mudam as coisas na vida, o tempo muda até os móveis de lugar”, complementam.

 

Jogo de Damas é um elogio à vida, celebrada e salva pelo nobre sentimento de amizade, comenta o autor.

 

Teatro João Caetano fica na Rua Borges Lagoa, 650 – Vila Clementino/SP – Tel: (11) 5573-3774 Temporada: sextas e sábados (21 horas) e domingos (19 horas) – Até 13/06 Ingressos: R$ R$ 10,00 (¹/2 entrada: R$ 5,00) - Bilheteria: 1 hora antes do espetáculo Duração: 1h30 - Gênero: Comédia - Classificação etária: 14 anos

– Aceita cheque e dinheiro – Não aceita cartões- Não possui estacionamento.

 

 

 

VELHA É A MÃE!’

 

 

Ela acabou de fazer 70, mas isso é segredo de Estado. Horas de academia, algumas plásticas, aulas de boxe, natação e aplicações de botox ajudaram a manter sua aparência nos 50 e poucos anos. Por não aguentar tanta disposição, o marido a trocou por uma mulher, digamos, mais calma e a deixou à beira de um ataque de nervos.

 

Responsável pela volta de Louise Cardoso à comédia depois de oito anos, esta tragicômica personagem é a estrela de ‘Velha é a Mãe’, texto inédito e premiado de Fábio Porchat. Direção de João Fonseca.

 

Ana Baird interpreta Alice, filha única do casamento que acaba de terminar. Ao visitar a mãe, em uma tentativa de consolo, ela mal consegue falar tamanho o descontrole emocional de sua interlocutora. Entre revelações, ataques de raiva e lembranças do passado, mãe e filha trocam farpas e carinhos, graças aos ácidos diálogos.

A peça ‘Velha é a Mãe!’ com Louise Cardoso, estará em cartaz nos dias 7, 8, 9, 14,15,16, 21, 22 e 23 de maio, sexta e sábado às 21h e domingo, às 20h, no Teatro Municipal de Niterói. Na Rua XV de Novembro, 35, Centro, Niterói. Tel: 2620-1624

 

 

BAUKURS INAUGURA CENTRO CULTURAL

 

 

 

O Rio de Janeiro ganhou um novo espaço para geração e manifestação cultural: o Baukurs Cultural, uma iniciativa do curso de alemão Baukurs. O nome Baukurs é uma adaptação da palavra alemã “aufbaukurs” ou “curso em formação”.

 

A inauguração foi com a abertura das exposições do artista e arquiteto austríaco Hundertwasser e da gravurista brasileira Fayga Ostrower, com exposição e venda de gravuras e serigrafias desta artista, na Biblioteca Fayga Ostrower, com obras em inglês e alemão do acervo pessoal da artista, doadas por seus herdeiros.

 

Já a exposição “Hundertwasser – O direito à criação, o direito aos sonhos” teve como foco a relação da arquitetura com o meio ambiente e contou com o apoio do museu Kunsthaus Wien, de Viena, que detém os direitos do acervo do artista, e da Embaixada Brasileira na Áustria, responsável pelo transporte do material ao Brasil.

 

Baukurs Cultural
Rua Goethe, 15 – Botafogo
Funcionamento: de segunda a sexta, das 10h às 21h e sábados, das 12h às 18h

 

 

 

DUAS EXPOSIÇÕES NO MESMO LUGAR

 

 

A Lurixs: Arte Contemporânea apresenta a partir de 08 de abril, para convidados, e do dia seguinte para o público, a exposição “Holotúrias”, com obras inéditas da artista Alessandra Vaghi, feitas em linha e ráfia com pigmento preto, em um desdobramento de sua pesquisa que parte da poesia e filosofia.  Nos trabalhos recentes que irá mostrar na Lurixs, Usando a técnica de crochê, Alessandra Vaghi usa ráfia preta e resina em mandalas que se interligam e são sustentadas por uma estrutura de ferro. Este trabalho será exposto no espaço principal da galeria, em uma sala anexa à da exposição de Marcone Moreira, no mesmo período. No Espaço Lurixs: 2, do outro lado da rua, ela mostrará quatro objetos semelhantes, feitos em linha.

 

I

 

Outra mostra é “Marcone Moreira – Superfícies”, com trabalhos inéditos do artista nascido em 1982, que tem se destacado no cenário da produção brasileira desde 1998, quando começou a expor e a receber diversos prêmios.

 

Tendo a pintura como conceito, seu trabalho é resultado da acumulação de diversos materiais que vai recolhendo e tratando, como madeiras de embarcações, portas de ferro usadas no comércio, tecidos de nylon típicos de cadeiras de praia carioca e sacolas de feira.  

 

Lurixs: Arte Contemporânea, Rio Rua Paulo Barreto 77, Botafog

Segunda a sexta, das 14h às 19h

Aos sábados, agendamento por telefone: 21 2541 4935

Visitação: até  28 de maio de 2010

Entrada Franca

 

 

 

O CARNAVAL BRASILEIRO EM NOVA YORK

 

 

O fotografo Marcio Pilot participa de uma exposição coletiva no  Agora Gallery de Nova York. As imagens foram feitas durante um desfile das Escolas de Samba do Rio de Janeiro. A exposição aconteceu no dia 22 de abril e fica até 7 de maio.

 

Agora Gallery

530 West 25th Street, Chelsea, New York

Tel. 212-226-4151 / Fax 212-966-4380

Horários: Terças a Sábado, 11am - 6pm

 

 

 

LIBERDADE FOTOGRÁFICA

 

 

 

 Uma característica que representa grande diferencial para qualquer fotógrafo, seja ele amador ou profissional é a liberdade e a poesia do seu olhar. E para desenvolver esta virtude fundamental, a Portfolio Escola de Fotografia realiza uma nova edição do curso Liberdade Fotográfica, desta vez com o tema Desenvolvimento e Evolução do Olhar e Linguagem.

 

Será realizado em Curitiba até 4 de dezembro deste ano, com aulas às terças-feiras, das 19h às 22h, e aos sábados, das 8h às 18h. Também estão programadas saídas fotográficas com duração de um dia para Campo Largo, Araucária e Colombo (região metropolitana de Curitiba); além de viagens de final de semana para Guaraqueçaba, Pomerode e Castrolanda.

 

Desenvolvido e ministrado pelo fotógrafo Nilo Biazzetto Neto, o curso terá muita leitura de imagens, discussão de linguagens, conceitos, linhas de composição, diferentes estilos e diferentes formas de compreender a fotografia. Saiba mais acessando www.escolaportfolio.com.br.

     

 

 

_________________________

Direitos autorais (Lei federal nº 9.610/98) - Quando da utilização de material  deste site, deve ser feita a seguinte referência: "extraído de www.idademaior.com.br"