LUAU NAS CATARATAS  

visitantes

  A linda imagem na primeira página do fotógrafo Rodger Savaris foi do Luau   das Cataratas, no Parque Nacional do Iguaçu. A descontração e o bom humor tomaram conta dos visitantes, em sua maioria moradores de Foz do Iguaçu e municípios do Oeste do Paraná.

 

Os turistas foram recebidos no Centro de Visitantes pelos monitores da concessionária Cataratas do Iguaçu S.A. Muitos visitantes aproveitaram até os últimos minutos para curtir os encantos e a agradável noite pelas trilhas e mirantes. Os visitantes não pouparam o uso das câmeras, luzes e flash para registrar o espetáculo, que afirmaram ter sido maravilhoso e inesquecível.

 

“É outra visão, outro sentimento. A noite consegue unir a grandiosidade e beleza com um aspecto romântico da lua cheia. Sinceramente gostei muito do passeio. Foi a primeira vez e achei muito legal”, frisou um dos visitantes.

 

Para quem perdeu este Luau, se programe. As próximas duas edições do Luau das Cataratas serão realizadas no dia 1º de novembro e 2 de dezembro. Informações e reservas: 0800 451516 ou pelo e-mail: 

luau@catarataspni.com.br

 

TEATRO DE SANTA ISABEL ABRE AS PORTAS AOS DOMINGOS

teatro

 

Um dos principais cartões postais de Recife, o Teatro de Santa Isabel, está abrindo aos domingos, para visitação guiada voltada à população recifense e aos turistas.

“O Santa Isabel não é apenas um teatro. É um monumento que retrata a história da cidade”, explicou o secretário de Turismo da Prefeitura do Recife, Samuel Oliveira. Segundo a diretora do teatro, Simone Figueiredo, essa é uma maneira de divulgar o espaço para a população, pois poucos o conhecem e sabem que é um patrimônio tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

As visitas para grupos de até 50 pessoas são guiadas por técnicos e estagiários da Secretaria de Turismo do Recife, que receberam capacitação da administração do teatro, sendo todos bilíngues. A entrada é gratuita e aberta ao público. A cafeteria do teatro também fica aberta para atender os visitantes. E, de acordo com Simone, está em planejamento a programação de atrações culturais durante as visitas.

HISTÓRICO DO TEATRO 

Localizado no extremo norte da Ilha de Santo Antônio, entre as margens do Rio Capibaribe e de frente à Praça da República, o Teatro de Santa Isabel é um dos 14 teatros monumentos do País, reconhecido como Patrimônio Histórico e Artístico Nacional em 1949.

 Em seus 159 anos de história, o teatro foi palco de grandes óperas, dramas, concertos, comédias, solenidades cívicas e políticas, bailes festas e jantares. Durante o período de construção, ele era chamado de Teatro de Pernambuco, mas, em 1850, passou a ser conhecido como Teatro de Santa Isabel devido a uma homenagem à Princesa Isabel, filha do Imperador Pedro II que fez uma visita ao Estado.

A primeira peça apresentada foi “O Pajem de Aljubarrota”, do escritor português Mendes Leal. O projeto do teatro é do engenheiro francês Louis Léger Vauthier. Em 1869, o Santa Isabel passou por um incêndio, que destruiu sua estrutura. A reconstrução foi concluída em 1876, obedecendo ao projeto do engenheiro pernambucano José Tibúrcio Pereira de Magalhães, que manteve a parte externa do edifício e ampliou seu interior. Durante sua existência, o teatro passou por três reformas. Na mais recente obra, com duração de dez anos, foram investidos R$ 8,5 milhões, para restauração da arquitetura original e implantação de novos recursos tecnológicos.

O PASSEIO CONTINUA

Depois de visitar o Teatro de Santa Isabel, o recifense e o turista poderão aproveitar que o Palácio Campo das Princesas está aberto aos domingos.  O edifício foi construído entre os anos de 1839 e 1841 na gestão do governador Francisco Rego Barros, o Conde da Boa Vista. O palácio ficou conhecido com esse nome depois da visita da família imperial em 1859. Foi ampliado e reformado em governos posteriores nos anos de 1892-1896 e 19260-1930. No local, o visitante se depara com magníficos vitrais, na subida da grande escadaria, até chegar aos Salões da Bandeira e dos Banquetes, onde há móveis ecléticos herdados dos antigos governadores. Na parte externa, tem o jardim privativo (século 19) com enormes palmeiras e reformado pelo paisagista Burle Marx em 1937.

No fim das visitas, hora de descansar na Praça da República. O local foi, em 1642, primeiro horto zoobotânico do Brasil, construído pelo Conde Maurício de Nassau dentro do Palácio de Friburgo. O palácio foi demolido em 1769 e a praça recebeu os projetos de ajardinamento de Émile Béranger (1875) e de Burle Marx (1937). A praça possui oito estátuas que representam divindades clássicas da mitologia greco-romana e os postes de iluminação são esculturas de ferros.

É da praça que importantes ruas e avenidas do Recife têm início, como a rua do Imperador Dom Pedro II e a avenida Dantas Barreto. Da praça, o visitante também pode desfrutar da beleza arquitetônica do Palácio da Justiça, projeto do arquiteto italiano Giácomo Palimbo, inaugurado em 1930.

SERVIÇO:

TEATRO SANTA ISABEL

Horário: Das 14h às 17h

Mais informações: 3207.6161

PALÁCIO CAMPO DAS PRINCESAS

Horário aos domingos: Das 10h às 12h e das 14h às 16h

Mais informações: 3181.2281/2260

 

 

FESTA LITERÁRIA INTERNACIONAL.

 

  

porto-galinhas

 

 

Porto de Galinhas, que fica no município de Ipojuca, a 53 km do Recife é famosa por suas águas cristalinas e piscinas naturais. Mas, desta vez, ela será procurada como palco de cultura. Acontece de 5 a 8 de novembro, a Festa literária – Fliporto -, em sua quinta edição, dedicada desta vez,  a literatura iberoamericana. Promovendo debates, encontros e leituras com escritores contemporâneos da literatura em língua espanhola e portuguesa.

 

Segundo o curador da Fliporto, Mário Hélio Gomes, a presença de Mosebach, vencedor do prêmio Büchner Prize de 2007, se insere na proposta da Fliporto de manter sua programação aberta a discussões cosmopolitas. “Consideramos primordial a valorização dos aspectos mais profundos da Iberoamérica em cada encontro que promove a Fliporto. O diálogo é a nossa primeira palavra-chave: diálogo entre os países, entre as culturas, entre os escritores, entre as pessoas”, confirma Mário Hélio.

 

Estão confirmadas a participação dos espanhóis Jorge Diaz e José María Merino, da portuguesa Inês Pedrosa, diretora da Casa Fernando Pessoa e do venezuelano Fernando Báez, autor de História universal da destruição dos livros. O uruguaio Eduardo Galeano, que integra a conferência de abertura da festa, é um dos mais aguardados do evento, que confirma, ainda, palestra com o jornalista Laurentino Gomes, autor do best-seller 1808 - sobre a chegada da corte portuguesa ao Brasil.

  

Maiores informações: – www.fliporto.net -

FOTO: http://www2.uol.com.br/portodegalinhas/porto.htm

 

 

VIAJAR NÃO TEM IDADE

 

guia

 

O Guia Quatro Rodas selecionou os melhores lugares para a terceira idade viajar no Brasil e compilou este conteúdo na edição especial: VIAGENS PARA A MELHOR IDADE – DESTINOS ONDE O TEMPO NÃO PARA. A edição oferecerá dicas de lazer, cultura, turismo, descanso e esporte para o viajante que tem a partir de 60 anos. E mais: dicas de turistas desta idade, especialistas, geriatras e seguradoras para a viagem seja tranqüila e que se posas aproveitar ao máximo todos os tipos de passeios. Custo do Guia R$14,99.

 

Esta publicação é da Editora Abril, em parceria com a Braztoa (Associação Brasileira das Operadoras de Turismo).

 

 

_________________________

Direitos autorais (Lei federal nº 9.610/98) - Quando da utilização de material  deste site, deve ser feita a seguinte referência: "extraído de www.idademaior.com.br"