vidaememoria
 

 

LEITURAS OBRIGATÓRIAS PARA

OS QUE GOSTAM DE GASTRONOMIA

 

A COZINHA DA ALCOBAÇARECEITAS E HISTÓRIAS

 

Como quem prepara o melhor dos quitutes, a fogo brando, Laura Góes conduz os leitores de A cozinha da Alcobaça, receitas e histórias (Editora Terceiro Nome), com a simplicidade e paladar de uma conhecedora das entranhas da culinária.

 

Enquanto conta casos da vida e da família que ajudam a montar o quebra cabeças de sua trajetória, Laura vai tecendo os fios de uma trama que passa pela gelada Houghton, nos Estados Unidos quase fronteira com Canadá, onde viveu seus primeiros anos de casada e não sabia sequer fritar ovos; passeia pelos primórdios do casarão normando, de 1914, que acabou se tornando sede da Pousada da Alcobaça, em Corrêas, na Região Serrana. Além de trazerem preciosos ensinamentos à mesa.

 

É leitura tão saborosa – enriquecida pelas delicadas ilustrações de Jorge Videiras - quanto o pato Alcobaça, um dos pratos mais famosos da casa. Não há receita que não tenha uma historinha e são raras as historinhas desprovidas de algum ingrediente que não remeta aos prazeres gustativos. Uma coisa puxa a outra. 

 

Em tempos de mundo globalizado, Internet, superficialidade, A cozinha da Alcobaça é uma espécie de doce remanso, para ser degustado tão lentamente quanto o tanto de horas que Laura gasta para confeccionar sua famosa carne assada. Boa leitura e bom apetite!

 

O livro tem 184 páginas, Projeto Gráfico: Mariana Newlands e custa R$ 62,00

 

 

VINHOS NO MAR AZUL

 

vinho

 

 

Este livro de José Guilherme Rodrigues Ferreira traz mais de 50 crônicas que associam arte e vinho e nos levam a viagens pela história, geografia, arte, ciência, religiões, literatura e, não raro, a uma assemblage disso tudo.

Para completar, o vinho também é celebrado nesta edição com o trabalho gráfico de Carlos Magno da Silveira e as gravuras do artista plástico George Rembrandt Gütlich, que estimulam o imaginário e ilustram a obra.

 

 

 

O livro também da Editora Terceiro Nome tem 284 páginas e custa R$ 56,00

 

Dica: O Gourmand World Cookbook Award que é uma espécie de Oscar dos livros de vinho e gastronomia no mundo, escolhe numa primeira etapa um livro  por país, por categoria, e entre os brasileiros estão A cozinha da Alcobaça, de Laura Góes, escolhido como Best Food Literature Book.  Os vinhos no Mar Azul de José Guilherme R. Ferreira, tornou-se o Best Wine Literature Book. Em fevereir de 2010, em Paris, serão conhecidos os quatro finalistas mundiais e em junho o vencedor.

 

 

COZINHA PASSO A PASSO – PRATOS BÁSICOS

 

 

Larousse

 Este livro faz parte da Larousse do Brasil e é uma Coleção que contará com quatro títulos: Pratos Básicos, Confeitaria, Chocolate e Cozinha Italiana

 

Pratos Básicos é o primeiro título da coleção e apresenta 80 receitas indispensáveis ilustradas passo a passo: pratos do dia a dia que nunca saem de moda, adaptados ao gosto atual (carne assada, frango assado, sopa de abóbora ... ) e novos clássicos (tajine de coelho, mussacá light, variações do molho pesto ...)

 

A coleção atende tanto aos iniciantes quanto aos já iniciados na arte da culinária.  A autora Keda Black aprendeu a cozinhar na casa de sua avó, ouvindo as dicas que ela lhe dava e seguindo ao pé da letra os livros de receita.

 

Pratos Básicos está dividido em seis capítulos: Clássicos, Massas e arroz, Carnes, Peixes, Legumes e Sobremesas. Três índices ajudam o leitor na busca por tipo de prato, receitas ou ingrediente. Já no glossário há dicas de como escolher a melhor mozarela, como fazer um chantili, explica-se o que é o Tajine e que para fazer arroz-doce e risoto, é aconselhável escolher o arroz de grão redondo.

 

Cozinha Passo a Passo – Pratos Básicos tem 192 páginas e custa R$ 84,00

 

 

DIVERSIDADE DA GASTRONOMIA DE MATO GROSSO

 

 

diversidade

 

 Esta obra livro traz aos apaixonados e curiosos da gastronomia brasileira 73 receitas típicas do Mato Grosso. Uma coletânea que resgata os sabores regionais com a assinatura da Chef Edna Lara e recheada de imagens e dicas saborosas que praticamente caíram no esquecimento da cozinha popular, como o Cozidão Cuiabano ou a curiosa receita Mulher Parida.

 

Essa diversidade ainda ganha mais ênfase com receitas como o filé de carne de jacaré,  empanado, Maria Isabel (carne-seca com arroz), mujica de pintado, sopa de banana-da-terra verde, furrundu - doce que é feito com mamão verde, rapadura e gengibre ou a surpreendente feijoada cuibana que entre outros ingredientes poucos usados nas cozinhas tradicionais brasileira leva ossos de joelho de boi com cartilagem (catuni).

Todas as receitas tem um tom descontraído e as receitas são de fácil preparo:

 

O livro também tem dicas de Bárbara Azevedo, enófila, para a harmonização das receitas com vinhos, e de João Carlos Vicente Ferreira - presidente do Instituto Histórico e Geográfico de Mato Grosso -, discorrendo sobre a importância da coletânea cultural ligada ao paladar e ao gosto da região.

 

Diversidade da Gastronomia de Mato Grosso, da Carlini & Caniato Editorial
tem 128 páginas e custa R$40,00

 

 

A COZINHA FUTURISTA

 


cozinha-futuristaEsta obra oferece aos leitores de língua portuguesa a oportunidade de entrar no espaço surpreendente da “cozinha futurista” e ali encontrar-se com os mais variados ingredientes que ligam a gastronomia com as artes, com a literatura, com a política e com a cultura. Nesse livro, o leitor irá interagir com um século de manifestações e de movimentos intelectuais no ocidente, como “futurismo” de Marinetti, autor do livro, que propõe mudanças, cujas intenções alcançam inovações na linguagem, nas formas, no comportamento além da presença dos textos do receituário futurista traduzidos para o português.

 

“A cozinha Futurista” nos revela as contradições das propostas de Marinetti, que achava que o homem italiano era “mole”, “preguiçoso” por causa do macarrão e propunha uma culinária vigorosa, sexual, forte – muitas vezes intragável.

 

O Modernismo brasileiro teve um espaço especial nesse minucioso estudo que busca mostrar as convergências e muitas divergências com o Futurismo italiano, em que o fio condutor da relação desses movimentos passou muitas vezes também pela gastronomia.

 

O livro oferece aos interessados em literatura, em cultura brasileira e italiana, em história contemporânea e história da gastronomia, um trabalho de notável qualidade que a memória não esquece.   

 

A Cozinha Futurista de F.T. Marinetti e Fillía, Alameda Editora, com introdução, tradução e notas de Maria Lúcia Mancinelli, tem 283 páginas e custa R$ 45  

 

 

120 RECEITAS MAIS QUE BRASILEIRAS

 

 

receitas

Esta obra proporciona uma verdadeira viagem às cinco regiões do país, para mostrar como se formou nossa maneira de viver e comer – um gosto culinário genuinamente brasileiro, ainda que influenciado por múltiplos povos.

 

São 120 receitas deliciosas, preparadas por 14 renomados chefs de cozinha e reconhecidas escolas de gastronomia de todas as regiões do Brasil, que uniram talento e criatividade para elaborar pratos que valorizassem igualmente produtos universais ou tipicamente regionais. As receitas refletem a influência dos diferentes povos que deram origem aos nossos hábitos alimentares – entre eles indígenas, portugueses, africanos, italianos, alemães, árabes e japoneses – e revelam o que se saboreia hoje em cada canto do Brasil.

 

 

120 Receitas mais que Brasileiras da Gold Editora Ltda tem 256 páginas: e custa R$60,00

 

_________________________

Direitos autorais (Lei federal nº 9.610/98) - Quando da utilização de material  deste site, deve ser feita a seguinte referência: "extraído de www.idademaior.com.br"