vidaememoria
 

 

 

TRUQUES PARA EVITAR O EFEITO SANFONA
MARÍLIA FERNANDES

 

Abaixo o Grelhadinho com meia folha de Alface! Componha dois terços do seu prato quente com cereais, preferencialmente integrais (arroz integral, arroz selvagem ou massa), mais leguminosas (feijão ou soja ou lentilha ou ervilha ou grão de bico), mais um tipo de verdura (folhas ou legumes) refogado com pouco óleo ou cozidos ao vapor.

 

Somente um terço do seu prato quente deve ser à base de carnes magras. Uma alimentação saudável tem a carne como acompanhamento e NÃO como prato principal.

De sobremesa: Prefira as frutas. Abacaxi, melão, melancia, pêssego são as que têm menor valor calórico.

 

Para beber: Água sem gás. Se preferir sucos, escolha os de baixas calorias (melão, abacaxi, melancia, limão) com adoçante (se necessário) e aí dispense a sobremesa. Dica "Nutrição Inteligente": um copo de suco de laranja contém 280 kcal.

 

É preferível comer uma laranja inteira (com o bagaço e a parte branca que são ricos em fibras solúveis) ao invés de tomar o suco.

 

As Fibras são nossas Fiéis Amigas! As fibras solúveis e insolúveis presentes nos cereais integrais e derivados (arroz selvagem, arroz integral, pães de farinhas integrais, massas integrais, granola, aveia), nas frutas com casca e bagaço, nos legumes, nas hortaliças e nos grãos são nossas aliadíííssimas quando queremos emagrecer com saúde.

 

Além de garantirem o perfeito funcionamento intestinal, as fibras solúveis absorvem água e garantem a sensação de saciedade, ideal quando o objetivo é manter a silhueta. Fora que ajudam a normalizar os níveis sanguíneos de colesterol, triglicérides e glicose. Já, as fibras insolúveis ajudam no movimento intestinal e "varrem" os resíduos das paredes do intestino.

 

Solúveis e insolúveis deixam tudo na mais perfeita ordem e limpeza!!

 

Consultora: a nutricionista Marília Fernandes, CRN3/1693, Pós Graduada em Adm. Hoteleira pelo SENAC-SP, especialista em Nutrição em Saúde Pública pela EPM/UNIFESP, aperfeiçoamento em Nutrição Esportiva pelo CEMAFE/EPM/UNIFESP e Escola de Ed. Física da USP. Aperfeiçoamento em Gerontologia. Consultora Nutricional Pessoal e Empresarial nas áreas de Tratamento e Prevenção de Patologias, Educação Alimentar, Saúde Ocupacional, Qualidade de Vida e Bem estar, Marketing alimentício, Esportes,  Estética,  Nutracêutica e Nutrição Biomolecular.

 

 

O LEMA É: EMAGRECER SIM, MAS COM SAÚDE!

 

No Brasil, 40% da população está acima do peso e para fugir deste contexto, muitos recorrem aos medicamentos para emagrecer, cada vez mais controlados, pois eles podem causar sintomas ou doenças como: boca seca, dor de cabeça, insônia, taquicardia, infarto, prisão de ventre entre outros.

 

 Recentemente, a ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) ampliou a contraindicação para o uso da sibutramina, uma das substâncias para emagrecer mais usadas no Brasil e que foi proibida na Europa.

Além dos remédios contra o sobrepeso, pesquisas são realizadas para descobrir a origem dessa doença.

 

Em Londres, uma pesquisa realizada pelos pesquisadores do Imperial College London, constatou a presença de anormalidade genética no cromossomo 16. A pessoa com esse cromossomo tem 43 vezes mais risco de se tornar obesa mórbida.

 

 Diante da situação, a população vive em busca de métodos para sair do sobrepeso, porém não são todos que conseguem alcançar o peso ideal e não sofrer, mais tarde, o “efeito sanfona”. Isso tudo porque o paciente não mudou os hábitos alimentares e comportamentais.

 

Um tratamento autorizado pelo Ministério da Saúde, temporário e potencializador no emagrecimento é o Balão Intragástrico, que atua como um bolo alimentar artificial e, consequentemente, auxilia para uma saciedade precoce.

 

Introduzido no estômago e retirado via endoscopia, o balão é feito de silicone e preenchido com um volume de 400 a 700ml de solução salina e azul de metileno estéreis. Recomendado por no máximo seis meses, o procedimento é feito com sedação e não exige afastamento das atividades diárias. O paciente pode comer de tudo, desde que siga as orientações nutricionais, e ter uma vida normal.

 

Para que o resultado seja totalmente satisfatório, o paciente é acompanhado por uma equipe multidisciplinar . Além disso, dicas de nutrição, bem-estar, atividade física e motivação estão à disposição dos pacientes.

         

Portanto, fica a dica para procurar sempre um médico antes de iniciar qualquer tratamento para sobrepeso. Só ele orientará qual a melhor forma de emagrecer com saúde.


_________________________

Direitos autorais (Lei federal nº 9.610/98) - Quando da utilização de material  deste site, deve ser feita a seguinte referência: "extraído de www.idademaior.com.br"