vidaememoria
 

 

 

VILÕES OU MOCINHOS:

               ALIMENTOS PARA UMA VIDA MAIS SAUDÁVEL

 

Enquanto a medicina busca adequar a alimentação a favor da saúde, aparecem diversas informações sobre os benefícios e malefícios dos alimentos. Um dia, café faz mal. Em outro, pode auxiliar na concentração.

 

O abacate, por exemplo, que era proibido nas dietas de emagrecimento, hoje ajuda a manter o colesterol bom e a eliminar o colesterol ruim. O chocolate, sinônimo de gordura, faz bem ao coração. Até o ovo, vilão para as pessoas com doenças cardiovasculares, é apontado como uma fonte rica em proteínas e vitaminas. Com tantas mudanças, a grande dúvida é como aliar tantas descobertas a uma dieta realmente saudável.

 

 

A dica é simples. Quase todos os alimentos, se produzidos e comercializados adequadamente, são benéficos para a saúde. Cada um exerce uma função importante e contribui para a boa nutrição do indivíduo. Por isso, o problema não está necessariamente no tipo de alimento, mas sim na forma como ele é consumido. "A receita de uma alimentação saudável é o equilíbrio. Todos os  alimentos são importantes, desde que façam parte de uma dieta balanceada, para que todas as vitaminas e nutrientes sejam aproveitados", esclarece o Dr. Paulo Henkin, médico nutrólogo e diretor da Associação Brasileira de Nutrologia (ABRAN). Ele explica que as pessoas pecam pelo excesso - o que a nutrologia chama de erro alimentar.

 

Para os nutrólogos, os progressos nos estudos científicos são responsáveis por tantas mudanças. "Uma das áreas das ciências da saúde que mais apresenta avanços é exatamente a que envolve a alimentação e a nutrição. A todo instante surgem novas constatações e conclusões e, por consequência, novas orientações dos profissionais", justifica o médico nutrólogo. A ciência está em constante pesquisa, evolução e transformação. Inúmeros trabalhos estão em andamento em todo o mundo. Assim, na medida em que aparecem as novas tecnologias, associadas a um maior número de estudos, surgem novas conclusões.

 

A alimentação equilibrada é um dos principais responsáveis por uma vida longa e saudável, por isso a grande quantidade de pesquisas que relacionam hábitos alimentares e saúde. "Hoje é possível analisar cada substância e observar os efeitos no organismo. Felizmente agora sabemos que aqueles alimentos deliciosos, que antes eram proibidos, também têm sua parcela benéfica", aponta o Dr. Henkin. "A nutrologia tem papel fundamental na medicina no que diz respeito a orientar o ser humano para uma vida saudável. Enquanto estudos sérios divulgarem novos resultados, somos responsáveis por informar a população", completa o médico nutrólogo.

 

ALGUNS ALIMENTOS QUE CAUSAM DÚVIDAS:

 

Chocolate: É considerado sinônimo de gordura e excesso de açúcar, mas os flavonóides presentes no cacau podem auxiliar no tratamento de pessoas com doenças cardiovasculares.

 

Ovo: Devido à grande quantidade de colesterol, era considerado muito prejudicial para as pessoas com problemas cardíacos. No entanto, o ovo é rico em proteínas, vitaminas lipossolúveis (que têm ação antioxidante) e, se consumido em quantidade adequada, pode proteger contra a arteriosclerose.

 

Abacate: Alimento que apresenta grande quantidade de calorias, por isso era eliminado das dietas de emagrecimento. Entretanto, é rico em diversos nutrientes como os óleos mono e poli-insaturados, que contribuem com a energia e melhoram os níveis de colesterol do organismo, ajudando a evitar doenças do coração, como o infarto.

 

Café: Em grandes quantidades provoca gastrite, elevação da pressão arterial e insônia. O consumo moderado auxilia na concentração e na memória e diminui o risco de doenças degenerativas. Tem efeito positivo no humor e apresenta melhoras em caso de depressão.

 

 

DESACONSELHADO GELATINA PARA CRIANÇA

 

A Pro Teste Associação de Consumidores avaliou 11 pós para gelatina sabor morango: quatro na versão tradicional, quatro na versão diet e três na versão zero. A conclusão foi que estas gelatinas não devem ser consumidas por crianças (nem mesmo aquelas que têm desenhos no rótulo para atrair os menores).

 

Os problemas encontrados foram: açúcar em excesso, edulcorantes (adoçantes) em duas marcas que já continham açúcar, e de um corante artificial relacionado a distúrbios no público infantil.  Adultos podem consumi-las, mas com moderação. Já entre as gelatinas sem açúcar, todas foram bem avaliadas.

 

Não existe no Brasil uma legislação específica para gelatinas em pó. A PRO TESTE avalia que a criação de normas que regulem esse alimento é fundamental para a definição de alguns parâmetros, como limite de açúcar e quantidade de colágeno e proteína, a fim de que as gelatinas sejam produzidas dentro de padrões de qualidade.

 

A quantidade excessiva de açúcar pode contribuir para a obesidade infantil, além de acostumar as crianças ao paladar doce. Quanto a presença do corante artificial Amarelo Crepúsculo, já existem leis na Europa proibindo o uso desse corante, que está associado à hiperatividade.

 

A adição de edulcorantes (adoçantes) não é recomendada no caso de alimentos destinados ao consumo por crianças e gestantes. O consumo é indicado apenas por restrição alimentar e com acompanhamento médico.

 

As análises apontaram que estão sendo adicionados edulcorantes em gelatinas tradicionais sem que a informação apareça em destaque no rótulo. E as duas testadas que apresentam esse problema fazem uma propaganda totalmente voltada para o público infantil em seus rótulos. A  Royal traz na embalagem o personagem Bocão. A Dr. Oetker tem uma promoção para se ganhar mochilas em forma de animais de pelúcia. 

 

Não é à toa, portanto, que a PRO TESTE está engajada na luta a favor de alimentos mais saudáveis às crianças junto com a Consumers International, entidade que congrega mais de 220 associações de consumidores de todo o mundo. E continua neste ano sua campanha contra o marketing de alimentos inadequados para crianças. A maior parte dos eventos da campanha, a exemplo do que foi feito no ano passado, foi realizada no dia 15 de março, Dia Mundial dos Direitos do Consumidor.

 

Na avaliação, - cujo resultado completo está na revista PRO TESTE de março e no site da entidade: www.proteste.org.br. - , é  destacada a importância de se reduzir o teor  de açúcar em alimentos destinados ao público infantil, evitando futuras doenças crônicas como diabetes. Quanto aos corantes  a PRO TESTE se mobilziará para que o Amarelo Crepúsculo não seja mais utilizado em produtos para crianças.

 

PREVINA-SE CONTRA A SINDROME DO RESTAURANTE CHINÊS

DRA SYLVANA BRAGA

 

A cultura oriental está se popularizando cada vez mais no Brasil e sua culinária traz pratos cheios de temperos deliciosos, porém é preciso tomar cuidado com certas substâncias usadas para realçar o sabor dos alimentos, pois muitos trazem malefícios a nossa saúde.


É a cada vez mais comum encontrarmos vítimas da “síndrome do restaurante chinês”, como são conhecidos os efeitos causados pelo maior vilão entre estas substâncias: o glutamato monossódico. Se você já sentiu dores de cabeça, queimação pelo corpo, coceira facial, transpiração em excesso, câimbra abdominal e tonteiras após a ingestão de uma comida típica do Oriente, fique alerta, pois provavelmente deve ter uma hipersensibilidade a este reagente.


Conhecido também por MSG (mono-sodic glutamat), ele é muito utilizado como potencializador de alimentos processados e pode ser facilmente encontrado em casa, pois além da culinária oriental, também é muito utilizado na indústria alimentícia em geral, principalmente em pratos prontos e nos temperos preparados do tipo "caldo", tanto em pó como em cubinhos.

Algumas pessoas simplesmente não metabolizam bem o MSG, que fica em excesso na circulação sanguínea, produzindo reação química que leva à dor de cabeça e aos outros sintomas citados anteriormente. Apesar de não causar danos graves, gera desconforto e grande sensação de mal-estar, que pode durar alguns dias enquanto não é expelido do organismo.

A substância já foi banida dos alimentos nos Estados Unidos por falta de estudos aprofundados e, por enquanto, é liberado aqui no Brasil sem restrições. Para evitá-la, a única maneira é sempre ler os rótulos para verificar se não há adição do mesmo, protegendo assim, a nossa saúde e a de nossa família.


Dra. Sylvana Braga (www.sylvanabraga.com.br) é médica ortomolecular, nutrologista, reumatologista e fisiatra com clínica em São Paulo.

 

 

JANTAR BENEFICENTE - PÁSCOA DOS BICHINHOS

 

4 de Abril - sábado  18:00 até 21:30 h

Restaurante Refeitório Orgânico

Rua 19 de Fevereiro, 120 - Botafogo

Valor: R$ 19,80* - BUFFET LIBERADO

*parte da renda será doada para:

"S.O.S. FELINOS, CANINOS & OUTROS"

(Rosely Bastos)

"CADELINHOS AMOROSOS"

(Ana de Botafogo)

Aceitamos doações de ração (gato e/ou cão, seca ou latinha), mistura pássaros, caminhas, toalhas, bolsas/cxs de transporte, etc.

Compareça! Eles precisam de ajuda, não ovos de chocolate... 

Caso não possa comparecer, contribua com qualquer quantia.

Ajude-nos a continuar nosso trabalho pelos nossos irmãos animais.

www.sosfelinos.org.br

www.gentilezavegana.blogspot.com

Informações: 9962-1526 c/ Rosely ou sosfelinos @ yahoo.com.br

SEJA VEGANO - OS ANIMAIS

 

_________________________

Direitos autorais (Lei federal nº 9.610/98) - Quando da utilização de material  deste site, deve ser feita a seguinte referência: "extraído de www.idademaior.com.br"