maiores
 

 

OS MAIORES

Aqui você vai ler assuntos de várias áreas voltados ao envelhecimento, ligados ao que está acontecendo ou ao que devemos estar atentos.
Falamos também dos idosos.
Descubra porque eles são os Maiores.

 

ESSES SEUS CABELOS BRANCOS

FAUSTINO VICENTE

 

Uma pesquisa realizada pelo IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – revelou, que o contingente de pessoas com mais de sessenta anos de idade é de 19 milhões, ou seja, 10% da população brasileira. O quinto país mais populoso do planeta, e em extensão territorial, já não é mais tão jovem como se apregoava.  “Daqui a 20 anos,seremos 32 milhões de idosos.É o grupo etário que mais cresce.E é por isso que nós temos que ter políticas públicas sóciais e previdenciárias eficazes.Ou seja, o idoso não é uma questão pequena.Tem que entrar na agenda de prioridades do país como algo muito sério, devido a esse enorme crescimento,que vai se ampliar mais nos próximos 10,15 anos”

 

Se essa realidade vai exigir políticas públicas urgentes por parte do governo,para o mundo dos negócios é tendência de ampliação do mercado, numa faixa etária que exige atendimento diferenciado,face a especificidade desses clientes em potencial. Este é o novo desafio para as descobertas científicas e para as inovações tecnológicas, proporcionar melhor qualidade de vida para esse exponencial grupo de pessoas. Como essa evidência não é exclusiva do Brasil, mas mundial, a OMS – Organização Mundial de Saúde – lançou, no Rio de Janeiro, o Guia Global das Cidades Amigas do Idoso.

 

O objetivo dessa iniciativa é orientar todas as cidades do planeta a aproveitar melhor o potencial das pessoas da Terceira Idade. Nesse universo existe um imenso oceano de capacitações técnicas, condutas éticas, competências ecléticas, informações e experiências exemplares, acervo artístico riquíssimo e talentos raros que podem,perfeitamente, colaborar para o desenvolvimento econômico, social e cultural dos países.

 

A medicina preventiva ganha importância máxima, em todas as faixas etárias, pois as informações sobre alimentação saudável, prática de atividades físicas e cuidados especiais no relacionamento interpessoal, são fatores que minimizam efeitos negativos sobre determinadas doenças.. A tendência do aumento da população idosa despertará, com certeza, a necessidade de mudanças nas faculdades de medicina, nas pesquisas científicas, nas inovações tecnológicas, no planejamento nas edificações e, especialmente, na qualidade da prestação de serviços para essa massa consumidora.  A busca da espiritualidade e a prática de determinada religião são fatores que contribuem para o aumento da expectativa de vida.

 

O mundo dos negócios está atento para conquistar a massa consumidora da Melhor Idade, especialmente o turismo, que busca clientes que tenham tempo, disposição e poder aquisitivo. Estrutura física adequada, atendimento especializado na prestação de serviços e  produtos diferenciados fazem parte da satisfação total dessa classe de consumidores. A diferença que fará a diferença será a oferta do “produto” mais cobiçado no mercado, principalmente, pelas mulheres: a praticidade. O delevery, os pratos semi-prontos e prontos, os sedutores shopping centers, transporte municipal gratuito, os atendimentos com exclusividade em todas atividades comerciais, e assistência médica de excelente qualidade (gratuita), são fatores essenciais para a qualidade de vida dos idosos.    

 

O maior desafio, para a qualidade de vida dessa faixa etária, reside nos baixíssimos valores dos benefícios que o  INSS paga a grande maioria dos aposentados e pensionistas – um salário mínimo - , valor insuficiente para a própria sobrevivência com um mínimo de dignidade. Não poderíamos deixar de destacar a lição exemplar que muitos idosos prestam para o chamado Terceiro Setor - movimento de voluntariado de responsabilidade social.

 

Com a expectativa de que haja uma significativa evolução no respeito aos idosos, destacamos a seguinte mensagem: “se você é uma pessoa idosa alimente a esperança de nunca ficar velha”.

 

Faustino Vicente  é Consultor de Empresas e de Órgãos Públicos em

Jundiaí, SP

 

Nunca subestime uma velha mulher

 

Anda down, minha amiga ( amigo)?

 

Anda sentindo o peso da idade? Anda se curvando a ela? Anda valorizando demais as suas impossibilidades?

 

Por que não experimenta enlouquecer? Arrancar a roupa, mostrar as pernas, dançar uma salsa em público?

Quer ver?

 

Depois me conta.

 

FONTE: NEILA TAVARES, GELÉIA GERAL O único blog para maiores de 60 anos com maioria de leitores abaixo dos 30. "Não me venham falar da sabedoria dos velhos. Falem-me da loucura!" (T. S. Elliot)

 

 

 

_______________________

Direitos autorais (Lei federal nº 9.610/98) - Quando da utilização de material  deste site, deve ser feita a seguinte referência: "extraído de www.idademaior.com.br"